quinta-feira, 21 de abril de 2011

Pais autoritarios, filhos com transtornos

Hoje to falando como defensora das crianças. Acho errado , muito errado bater em crianças, espancar e o pior, xingar , fazer chantagem, maltratar. Tudo o que eu passei na infancia e passo até hoje.Meus pais nao conseguiram nenhum tipo de respeito pela minha parte por conta disso. No meu cerebro ficou as marcas de tudo o que eles fizeram e nao consigo ter amor por eles, apenas dó. Se voces acham que bater ensina, estao enganados.Na minha epoca , quando eu era pequena, sabia que o que eles faziam era errado, e acho que nao tinham leis que protegiam as crianças, muitas vezes nao suportava aquilo que eu passava e queria fugir de casa.Fugi.
Eu condeno sim quem faz isso com criança e o pior é continuar fazendo isso com o filho depois de grande.Nao é amor, é sadismo.Conheco gente que faz isso e acha certo .
Estou revoltada, desculpe-me as palavras mas deveria ter um codigo moral na cabeça das pessoas que apoiam isso e se calam perante a sociedade. E leis mais fortes .Nao é porque é seu filho que voce pode fazer o que quiser com ele, na midia temos milhoes de casos que acontecem todos os dias, e os casos que nao aparecem? Eu entro neles. Sou aquela esquecida que nao teve voz, nao teve escolha e nao teve pais. Teve figuras que eram representadas por pai e mae mas nao exerciam essa funçao de maneira alguma.
Muitos falam que eu fui e sou mimada por reclamar e tal, reclamar?Tenho transtornos e devo a eles.Nao sei se terei a capacidade de perdoar, talvez um dia. Nao sei se será tarde ou não mas sei que pior que ser espacando é lembrar disso e nao conseguir esquecer.